A jornada em busca do desperdício zero!

A jornada em busca do desperdício zero!

COMPARTILHE
/ 120 0

Aqui já falamos muito sobre a necessidade cada vez maior de cuidarmos do planeta, né? Todo ano realizamos o Earthday e recentemente mostramos o compromisso que a Timberland tem de ser uma empresa focada no meio ambiente. Hoje vamos falar de um conceito que tem ganhado cada vez mais adeptos em todo o planeta: o de desperdício zero.

Claro que, dentro da rotina da maior parte da população brasileira e mundial, isso parece impossível. Mas para muitas pessoas o desperdício zero é visto como algo viável e possível de ser aplicado no dia a dia.  O conceito se baseia em cinco pontos principais: Recusar tudo aquilo que não precisamos, reduzir o que precisamos, reusar, reciclar o que não podemos usar e compostar o resto.

Photo credit: bobobahmat on Visualhunt.com / CC BY-SA

Na internet, pipocam diversas iniciativas de divulgação e, principalmente, de ajuda para quem quer começar a produzir cada vez menos lixo até chegar ao desperdício zero. No mundo, a principal porta voz desse movimento é Bea Johnson. Com vários livros publicados sobre o tema, ela dá palestras e fala sobre o assunto em diversos lugares do mundo e, desde 2008, sua família inteira produz apenas um pequeno frasco de lixo por ano.

Photo credit: Sebastiaan ter Burg on Visual Hunt / CC BY

Mas por onde começar? Para iniciar a busca ao desperdício zero, é possível dar pequenos passos até chegar ao grande objetivo.  Fazer compras de produtos a granel e levar as próprias embalagens ou utilizar sacolas retornáveis são dois pequenos passos, mas que darão o caminho para você que quer diminuir a produção de lixo.

No Brasil, a página Por Favor Menos Lixo, da ativista de questionamento Karin Dreyer, explica passo a passo como fazer isso com dicas e informações que mostram que reduzir a produção de lixo é possível e viável para todos.

E você, o que faz para tentar ajudar o meio ambiente? Conta pra gente!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.