Desvendando o Bike Fit

Desvendando o Bike Fit

COMPARTILHE
/ 5303 1

Fazer você curtir a vida ao ar livre está entre as missões da Timberland e você, que acompanha nosso blog, já sabe que somos super apoiadores da bicicleta como meio de transporte! Descobrir sua cidade em cima de duas rodas é maravilhoso, mas para que a experiência seja perfeita, você precisa estar em cima da bike certa para você!

silhouette-683751_960_720

Já falamos aqui sobre como escolher sua bicicleta baseado no seu uso e também pelo seu tamanho. No entanto, apesar de seguir estes passos, algumas pessoas ainda sentem desconforto ao pedalar. E é para esses, ou para quem já quer sair pedalando com o máximo de conforto, que existe o Bike Fit.

Velho conhecido dos pedaleiros da América do Norte e da Europa, o Bike Fit chegou tímido por aqui. No início era procurado apenas por atletas que buscavam melhores performances nas competições. Nesta época também haviam poucas marcas e modelos de bicicletas a venda no Brasil, limitando assim a quantidade de opções para os diversos usos e biótipos. Agora, com o mercado de ciclismo em franco crescimento e a chegada de grandes marcas internacionais, o serviço passa a ser mais procurado também por iniciantes.

person-1281634_960_720

Para quem está começando, qualquer componente fora do lugar pode machucar o corpo. Dores nas costas, joelhos e mãos são comuns e isso pode ser resolvido com um bom Bike Fit. Muitas pesquisas foram desenvolvidas para a melhoria do posicionamento, conforto e ganho de performance e hoje é possível avaliar o ciclista antes da compra da primeira bike, orientando-o a investir na melhor configuração para seu biótipo, uso do equipamento e até condicionamento físico. Mas se você já comprou sua bicicleta, não se desespere! Com alguns ajustes e eventuais trocas de peças, é possível conquistar a companheira perfeita para sua pedaladas.

“Fiz bike fit porque após um pedal de 20km comecei a sentir dores na palma das mãos e dormência na região do períneo. Ao fazer o Bike Fit foi identificado que o canote estava muito alto, bastou baixar na posição correta para diminuir a pressão sobre o períneo. Para as mãos foi só subir um pouco o guidão, isso fez com que a distribuição do peso ficasse melhor e menos concentrada sobre as mãos. Agora consigo pedalar mais de 50km sem sentir dores”, explica o designer Said Wafiq, que usa a bicicleta como meio de transporte para o trabalho e também para passear aos finais de semana.

bicycle-1868162_960_720

Como é feito o Bike Fit Dinâmico?

Embora existam conteúdos na internet e até aplicativos que oferecem “Bike Fit Calculator”, nada se compara a um Bike Fit Dinâmico, feito por um profissional com formação em Bike Fit (existem escolas dedicadas a isso, vale checar se o profissional escolhido possui formação adequada). Ele é feito com o ciclista pedalando, seja em um aparelho que simula as medidas da bicicleta, indicado para quem ainda vai comprar uma bike, ou na própria bicicleta da pessoa, utilizando uma plataforma que simula o contato do pneu com o asfalto e tecnologias como sensores de movimentos, análises em vídeo etc.

Confira aqui as 3 etapas:

Anamnese e testes físicos

O ciclista é “sabatinado” pelo profissional sobre a sua prática. Perguntas sobre frequência, distâncias percorridas, tipos de solo que percorre, objetivos, problemas de saúde pré-existentes, queixas sobre dores durante e após o pedal etc. São realizados também testes físicos simples, relacionados a encurtamentos musculares e flexibilidade, com o objetivo de avaliar se o ciclista tem alguma condição física específica que possa interferir no conforto de suas pedaladas. Em alguns casos o profissional também tira as medidas do ciclista.

Análise dos movimentos na bicicleta

Agora é hora de subir no equipamento que simula uma bicicleta ou colocar sua bike na plataforma e começar a pedalar. Sensores são colocados nas articulações e ligados a um programa no computador, que calcula os ângulos atingidos durante os movimentos, a força empregada pelas pernas, movimentação dos joelhos etc. O ciclista também é filmado e fotografado para que ele possa ver seu posicionamento e entender com o profissional possíveis erros. É recomendável usar o calçado que você vai adotar para pedalar e roupas mais ajustadas, como bermudas e jerseys de ciclismo, para que os movimentos do corpo sejam vistos com mais facilidade.

fitness-713658_960_720

Ajustes

Neste momento o profissional, já munido de informações, começa a fazer ajustes na regulagem da bike. A cada mudança, que podem ser ajustes na altura do altura do canote, posição e inclinação do selim, altura do guidão, o ciclista pedala novamente e dá feedback sobre o conforto e as mudanças sentidas.  Em alguns casos é necessário que algumas peças, como o selim ou a mesa, sejam trocadas para adequar as medidas. Após o alcance da posição mais eficiente para o ciclista, ela é gravada para que a pessoa utilize sempre a mesma regulagem. Há também ajustes do posicionamento do ciclista e correção de hábitos ruins.

fitness-1618528_960_720

E aí, curtiu? Depois vem contar pra gente sua experiência com o Bike Fit!

One Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.