Expresso do Oriente – uma inesquecível viagem de trem

Expresso do Oriente – uma inesquecível viagem de trem

COMPARTILHE
/ 30962 0

Após a coleção Outono/Inverno 2018 da Timberland ter sido fotografada em Paranapiacaba, o clima aqui tem sido de viagem. Um cenário que remete a vilas inglesas, com uma extensa bagagem histórica e passeios de trem incríveis é capaz de nos fazer transcender para outros destinos e épocas. E foi essa viagem no tempo que nos levou ao icônico Express d’Oriente ou, como estamos mais acostumados a ouvir, Expresso do Oriente.

Para quem não conhece, estamos falando de um serviço luxuoso de trem que foi inaugurado lá em 1883, transportando pessoas da alta sociedade entre a Europa Ocidental e o Sudeste Asiático. Foi um sucesso logo de início, fazendo com que, em menos de dois anos, o trem, que partia apenas duas vezes por semana, tivesse opções de saídas diárias. Reis, Papas e membros da aristocracia europeia já estiveram a bordo deste trem.

(Foto: site Luxo Tren)

Como tudo começou…

A ideia era fazer o percurso de Paris a Istambul, mas, por motivos geográficos e políticos, o trajeto foi alterado diversas vezes, até que, em 1889 (seis anos depois), a linha foi completada. Em 1891, o nome foi alterado oficialmente para Orient Express. Em 1919, foi inaugurado o Túnel do Simplon, possibilitando uma rota alternativa, mas que contemplasse mais lugares. Dessa maneira, criou-se o serviço Simplon Orient Express, o único que sobreviveu ao longo do período de funcionamento.

Em todos os anos de existência, o serviço teve seus altos e baixos, ficando quase dez anos (ao todo) sem operar – devido às Primeira e Segunda Guerras Mundiais. Seu ponto ápice foi em 1930 e sua decadência começou em 1962, com várias linhas ficando fora de circulação. Suas viagens pararam oficialmente em 2009. No entanto, com tantos pedidos de turistas que queriam fazer a mítica viagem do Expresso do Oriente, o grupo Belmond – dono de grandes hotéis, como o Copacabana Palace – passou a operar a linha, com o nome Venice Simplon-Orient Express.

(Foto: site Luxo Tren)

Hoje em dia…

Bom, a realidade continua a mesma: serviço de luxo para grandes viagens que cortam o cenário europeu. O percurso clássico é entre Londres e Veneza, durante a noite, que é considerada a viagem mais romântica do mundo! O “ar” continua sendo dos anos 20; a decoração, os vagões originais restaurados, as refeições requintadas, o serviço de bordo, a vestimenta – sim, os viajantes que planejam fazer a viagem mais cara devem estar vestidos de social, ou seja, black tie para homens e vestido para mulheres –, enfim, tudo nos conformes.

Existem duas opções de acomodação: cabines duplas e cabines suítes. A primeira funciona como um lounge ao longo do dia, com um sofá, mesa e um gabinete com lavabo, sendo que, durante a noite, a estrutura se transforma em um quarto aconchegante e confortável. A segunda é composta por duas cabines conectadas, para as quais você pode escolher entre duas camas de solteiro ou manter uma cabine como lounge e a outra como quarto.

(Foto: site Luxo Tren)

Roteiros possíveis de serem realizados: Londres, Paris, Veneza, Berlin, Roma, Crocóvia, Praga, Budapeste, Innsbruk, Viena e Istambul.

— Relembre o texto em que contamos como é a viagem a bordo de um trem que atravessa a Mata Atlântica

Esperamos que tenha gostado dessa viagem conosco! Compartilhe nos comentários a melhor viagem que você já fez e para onde sonha ir 🙂

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.